terça-feira, 29 de julho de 2008

Eutanásia



Eutanásia

Vejam só a que ponto chegamos... Ontem, minha esposa e eu estávamos sentados na sala, como sempre conversando e falando das muitas coisas da vida. Falávamos sobre o nascer, de viver, de morrer... Quando num determinado instante da nossa acalorada conversa, interrompi-a dizendo:

"Meu anjo, nunca me deixe viver em estado vegetativo, dependendo de um aparelho e de líquidos. Se eu, algum dia, chegar nesse estado, desligue tudo o que me mantém vivo, tá bom querida?". Vocês acreditam que a mocréia cretina se levantou, desligou a televisão e jogou minha cerveja fora?


Origem: www.mdig.com.br


Um comentário:

Moro disse...

Se você não pode controlar sua própria vida (suicidio, eutanásia, poder escolher desligar os aparelhos etc), você não tem direito a nada.